desoneracao

Governo mantém desoneração para setor ferroviário

A Câmara dos Deputados aprovou na última quarta-feira o projeto que reduz, ainda em 2018, a desoneração da folha de pagamento para 28 setores da economia brasileira. Outros 28 grupos continuarão com o benefício até 2021, quando a política se encerra. Dentre eles, estão contempladas as empresas do setor ferroviário e metroviário de passageiros.

O governo federal também zerou os impostos PIS e COFINS para o óleo diesel, como uma forma de aceno para os caminhoneiros, atualmente em greve. Vale lembrar que as operadoras ferroviárias de carga também necessitam de óleo diesel para o funcionamento das locomotivas, porém a necessidade é muito menor.

Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, o projeto da desoneração foi aprovado em votação simbólica, após acordo costurado pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), com partidos da base aliada e da oposição. Houve negativa somente de três partidos da esquerda (PSOL, Rede e PSL), que são contra a proposta.

Agora o texto segue para análise no Senado, onde o ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun (MDB), afirmou que o Palácio do Planalto poderá tentar reverter a decisão de zerar o PIS-Cofins, dependendo dos cálculos da renúncia da medida.

A desoneração para o setor ferroviário contempla produtos como vagão ferroviário, eixo ferroviário, rodas, diversos componentes, etc.

Deixe um comentário

avatar

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

  Subscribe  
Notify of